sábado, 14 de maio de 2011

video

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

Muito mais que um gesto de Amor, a Doação de Órgãos e Tecidos significa uma nova chance de Viver! Perpetue vida! Dõe órgãos.

DÚVIDAS SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

1. O que é morte encefálica?

Morte encefálica é a morte do encéfalo, ou seja, a morte do cérebro, cerebelo e tronco cerebral. Juntos eles são responsáveis pelo controle de todos os sistemas do corpo, como a respiração, batimento cardíaco, digestão, movimentação, pensamento, raciocínio, etc, ou seja todas as atividades que costumamos realizar diariamente. Na morte encefálica perdemos todas essas funções, é uma morte irreversível e completa.

2. Diferença entre coma e morte encefálica.

Nos pacientes em coma o cérebro reage aos estímulos externos em maior ou menor grau dependendo da gravidade do coma. O que não acontece nos pacientes com morte cerebral.

3. Como os órgãos são distribuídos? Existe uma fila de receptores de órgãos?

Sim, existe uma fila de transplante. O paciente que necessitar de um transplante precisa se inscrever na Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde. No registro que é feito, serão colocados os dados deste paciente, e a partir de então ele aguarda por um órgão que seja compatível com as suas características. Essas filas são controladas pelas Centrais de Transplante, as mesmas não funcionam pela ordem de inscrição, pois existem alguns critérios para serem avaliados: o órgão deve ser compatível, e entre os possíveis transplantados, é selecionado quem está há mais tempo na fila de espera.

4. Quais são os tipos de doadores?

  • Doadores vivos
  • Doadores não-vivos - constatação de morte encefálica

5. Quais os órgãos que podem ser doados em vida?

Um dos rins, parte do pulmão, parte do fígado, e medula óssea.

6. Quem são os doadores em vida?

Pessoas compatíveis com boas condições de saúde.

Pessoas não parentes necessitam de ordem judicial.

7. Quais os órgãos e tecidos que podem ser doados após a morte?

Rins, pulmões, Coração, válvulas cardíacas, fígado, pâncreas, córneas, intestino, cartilagem, ossos, tendões, veias e pele.

8. Após a doação o corpo fica deformado?

Não. A retirada dos órgãos é uma cirurgia como qualquer outra e o doador poderá ser velado normalmente.

9. Transplante de órgãos, no Brasil, pode ser realizado por empresa privada?

Não. A rede de Transplantes é mantida e controla pelo Sistema único de Saúde – SUS.

10. Lista Única de Espera:

  • Portaria N.º 3.407 de 05 de agosto de 1998

Constituído por um conjunto de critérios específicos de distribuição para cada tipo de órgão ou tecido, selecionando, assim, o receptor adequado.

  • Criada pelo Ministério da Saúde - Sistema Nacional de Transplantes (SNT) e é controlada pelo Ministério Público.